furlanetto-odontologia-especializada-blog12-480x320.png

Para um resultado satisfatório na implantodontia, é necessário um bom planejamento. Você deve primeiro pensar em que tipo de prótese irá instalar futuramente, verificar sua viabilidade e a expectativa do paciente, para em seguida, planejar a parte cirúrgica. Isso se chama planejamento reverso.
Todo implante necessita de osseointegração, que seja capaz de receber cargas funcionais. Por definição, a osseointegração é a união anatômica e funcional direta entre o osso vivo remodelado e a superfície do implante, sem a interposição de tecido mole. Para confirmar a osseointegração, devem ser analisados o toque, a radiografia periapical, a percussão e a sintomatologia do paciente (implante osseointegrado não causa dor).
Os implantes são compostos por uma plataforma e um corpo. As plataformas podem ser:
Hexágono externo: tem como facilidade, a possibilidade de intermediários que podem corrigir pequenas inclinações por posicionamento desfavorável do implante. Como desvantagem, um problema que pode ocorrer caso a peça protética não esteja com a adaptação adequada. Sem a correta adaptação, as forças mastigatórias são direcionadas para o parafuso, podendo causar fraturado mesmo.
Himplante HIexágono interno: tem como vantagem, a boa distribuição das forças mastigatórias pelo hexágono e pelas paredes do implante, maior estabilidade e resistência. A maior desvantagem é que necessita de maior remanescente ósseo, pois seu diâmetro é maior.
Cone Morse: tem baixo potencial para perda óssea. Deve ficar 2 mm abaixo da crista óssea. tem redução de GAP’S. Como desvantagem, tem o custo mais elevado.
Os implantes sofrem saucerização, que é uma perda óssea ao redor da parte exposta do implante. É necessário que haja pelo menos 1 mm de osso ao redor de todo o implante para uma efetiva osseointegração. Se o implante for colocado ao lado de um dente, é necessária a distância de no mínimo 1,5 mm entre o implante e a raiz do dente. Já no caso de ser colocado mais de um implante, é necessária a distância maior que 3 mm entre as plataformas dos implantes.

Para maiores esclarecimentos e um atendimento individualizado entre em contato:

Furlanetto Odontologia Especializada
14 | 3621-6108 – 3624-5882
14 | 99154-8046 WhatsApp

furlanetto-odontologia-especializada-blog11-480x320.png

A placa de clareamento é nada mais que um molde de silicone para clarear os dentes. A placa é preenchida internamente com um gel clareador de peróxido de hidrogênio, um composto que ajuda a clarear o esmalte do dente e assim deixar em evidência as camadas interiores mais brancas.
Alguns kits de clareamento caseiro oferecem o tratamento por um preço mais baixo que os dentistas especializados. O grande problema é que nesses kits, as placas de clareamento utilizadas não são feitas de acordo com os dentes do paciente, elas utilizam moldes pré-fabricados.
Dessa forma, além do tratamento não ser tão eficiente, o paciente ainda corre o risco de que a placa de clareamento não retenha o gel, podendo assim sofrer queimaduras e inflamações na gengiva e até aumento da sensibilidade dos dentes.
De qualquer maneira, o tratamento profissional também pode ser feito em casa. Nesta opção, o paciente vai ao consultório para fazer os moldes de sua placa de clareamento, e depois pode realizar o procedimento em qualquer lugar.

Quanto tempo dura o tratamento de clareamento?
O tratamento dura cerca de duas semanas. Durante elas, o paciente usa a placa de clareamento diariamente por uma hora, que é o tempo no qual o gel fica atuando.
Em comparação ao tratamento feito em consultório, como o tempo de exposição é maior, a placa de clareamento caseira utiliza um gel clareador mais fraco, para evitar assim queimaduras na gengiva e outros possíveis problemas bucais para o paciente.
Existe alguma contraindicação?
O uso de placas de clareamento não é indicado para aquelas pessoas que tenham excesso de tártaro, placa bacteriana ou problemas de inflamação ou sangramento de gengiva, e também deve ser evitado por gestantes, já que ainda não se sabe muito sobre os possíveis efeitos que os agentes químicos do gel de clareamento podem causar aos bebês.
O ideal é que, antes de começar um clareamento, você consulte sempre um especialista no assunto e passe também por uma revisão geral com seu dentista.

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato para que possamos te ajudar!

Furlanetto Odontologia Especializada
14 | 3621-6108 – 3624-5882
14 | 99154-8046 WhatsApp

furlanetto-odontologia-especializada-blog10-1200x630.png

Atualmente, deparamo-nos com diversas situações nas quais as pessoas buscam cada vez mais, alternativas para solucionar o problema de perdas dentárias. A odontologia, especialmente a implantodontia, tem modificado conceitos e técnicas, na busca por resultados estéticos e funcionais mais promissores. O implante vem revolucionando os tratamentos dentários de pacientes com ausência de elementos, devolvendo comodidade e segurança na mastigação.
• O que são implantes dentários?
Implantes dentários são pinos feitos de titânio, material que possui compatibilidade biológica com o tecido ósseo. Essas estruturas de titânio podem ser colocadas cirurgicamente no osso do maxilar superior ou inferior. Com o tempo irão integrar-se ao osso, passando a funcionar como uma “raiz artificial”.
• Qualquer um pode ter implante?
Os implantes dentários apresentam algumas limitações, tais como idade, anatomia e condições orgânicas do paciente. Esse tipo de tratamento é uma opção viável para qualquer pessoa que apresente desenvolvimento completo do esqueleto, presença de bases ósseas com quantidade e qualidade satisfatórias, e bom estado de saúde geral.
• Quais são as vantagens de ter um implante dentário?
A perda de dentes pode levar o paciente a ter problemas tanto estéticos quanto de mordida. O implante dentário é um tratamento definitivo com melhores resultados funcionais e estéticos de reabilitação oral para um dente perdido. Além de o implante dental ser fixo, o mesmo paralisa a remodelação do osso, após a perda de um dente.
• Os implantes rejeitam?
Não há rejeição por parte do organismo. O material utilizado para o implante é de titânio, metal que apresenta característica bio-compatível e bio-inertes, por esse motivo, o organismo não o percebe colocado no osso, forçando assim o fechamento do furo feito pela broca para colocação do implante. O fechamento desse orifício pelo osso chama-se osseointegração, que resulta no sucesso do implante. Problemas de insucesso que surgirem podem ser causados no pós-operatório, antes ou após a colocação do dente.
• Quanto tempo dura o implante dentário?
O implante não possui tempo de durabilidade definido. Em condições normais de temperatura e forças oclusais, o implante colocado poderá permanecer por toda a vida do paciente. Porém alguns fatores importantes podem comprometer essa durabilidade, tais como: infecções bucais, hábitos parafuncionais, problemas endócrinos, sobrecarga aplicada ao implante. As taxas de sucesso de um implante dentário são de aproximadamente 98%, apenas pacientes fumantes ou que façam uso constante de álcool possuem essas taxas reduzidas para 80%.
• Quero colocar um implante, por quais etapas devo passar?
A primeira e mais importante das etapas é a de planejamento. Nesta fase o cirurgião dentista tentará descobrir quais os objetivos do paciente e quais as reais possibilidades de trabalho existentes. Um estudo detalhado com o uso de radiografias, tomografias e exames complementares permite ao cirurgião planejar previamente de maneira precisa o comprimento, o diâmetro e a localização de fixação dos implantes.
Após a definição e escolha do trabalho a ser realizado, vem a etapa cirúrgica, onde os implantes são fixados no osso maxilar ou mandibular. Em casos de implantes com carga imediata, dentes provisórios são colocados logo após a cirurgia. Nos casos tradicionais o paciente aguardará a completa osseointegração, aproximadamente 2 a 3 meses para colocação de dentes definitivos na região inferior, e de 5 a 6 meses na região superior. A terceira e última etapa consiste na confecção e instalação das próteses dentárias, ou seja, dentes artificiais que ocuparão o lugar dos dentes naturais ausentes.

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato para que possamos te ajudar!

Furlanetto Odontologia Especializada
14 | 3621-6108 – 3624-5882
14 | 99154-8046 WhatsApp

furlanetto-odontologia-especializada-blog9-1200x630.png

1 • Como é feito o Clareamento Dental?
O Clareamento Dental é um procedimento odontológico, realizado e orientado pelo dentista, que tem por objetivo clarear os dentes. Ele pode ser feito de duas formas: em consultório odontológico ou através do uso de moldeiras.
• No clareamento realizado em consultório, o gel é aplicado diretamente sobre o dente pelo dentista. Em geral é realizada uma sessão de clareamento por semana, e o gel utilizado para o clareamento tem uma concentração bem mais forte.
• No clareamento realizado com moldeiras (caseiro), o dentista faz uma moldeira personalizada para o paciente. A aplicação do gel é orientada pelo dentista, mas realizada em casa pelo paciente. De modo geral o paciente deve usar a moldeira com o gel todos os dias pelo tempo determinado pelo dentista. A concentração do gel clareador é mais fraca que a do clareamento em consultório, mas pode variar e em função disso e da sensibilidade do paciente o dentista determinará a melhor estratégia de uso.

2 • Qual técnica de clareamento é melhor?
Todas as técnicas orientadas por dentista são efetivas. O clareamento caseiro (com moldeiras) é considerado a melhor técnica porque agride menos os dentes. O clareamento caseiro pode ser associado ou não à técnica de consultório. O clareamento com laser não oferece nenhum benefício a mais. Pelo contrário, causa muita sensibilidade e agride mais os dentes.
3 • Quanto tempo demora o clareamento?
O tratamento dura em média 4 a 5 semanas. Mas em alguns casos pode durar meses.
4 • Quanto tempo dura o clareamento dental?
O resultado pode permanecer por anos, a depender dos hábitos alimentares dos pacientes.
5 • Como posso aumentar a duração do clareamento?
Para aumentar a longevidade do Clareamento Dental você deve reduzir o consumo de bebidas e alimentos com corantes, como café, vinho tinto, suco de uva e chás escuros. Ao consumi-los, escove os dentes corretamente e use o fio dental.
6 • Quais os riscos do Clareamento Dental?
O peróxido de hidrogênio é o agente clareador usado em todas as técnicas. Assim como o álcool e o tabaco, ele é considerado co-cacinorgênico. Ou seja o peróxido de hidrogênio em contato com as mucosas (gengiva, língua, mucosa da bochecha) potencializa o risco de desenvolvimento de câncer bucal. Por isso, o clareamento dental deve sempre ser supervisionado por um Dentista. Nunca faça por contra própria. O dentista limitará o contato do gel clareador com as mucosas, evitando este risco. Realizado por um dentista o procedimento de clareamento é bastante seguro.
Além disso, o uso indiscriminado (sem orientação adequada) dos géis clareadores pode levar a diminuição da vida dos dentes, causar lesões irreversíveis na boca e trato-gastrointestinal e outros males.
7 • As pastas dentais clareadoras funcionam?
As pastas dentais clareadoras funcionam por abrasão (desgaste). Elas possuem agentes abrasivos e químicos que deixam os dentes mais brilhantes. Os cremes dentais clareadores agem removendo as manhas externas, enquanto o clareamento feito pelo Dentista age internamente no dente. O uso contínuo destes cremes dentais clareadores pode deixar o esmalte dental opaco e sem brilho. O desgaste no esmalte provocado pelo uso contínuo dos cremes dentais clareadores é irreversível. Portanto, evite usar os cremes dentais clareadores!
8 • Todo mundo pode clarear os dentes? Existem contra-indicações?
Gestantes e pacientes que já tiveram câncer devem ser liberadas por seu médico antes da realização do clareamento dental. Nestes casos é preferível usar a técnica de consultório com proteção da gengiva. Pois desta forma o dentista tem maior controle da aplicação do gel, e o peróxido de hidrogênio não entra em contato com as mucosas.

Ainda sobraram dúvidas? Faça uma visita em nosso consultório:

Furlanetto Odontologia Especializada
Avenida das Nações, 766 – Centro – Jaú/SP – CEP: 17201-300
14 | 3621-6108 – 3624-5882
14 | 99154-8046 WhatsApp

furlanetto-odontologia-especializada-blog8-1200x630.png

Odontologia Hospitalar pode ser compreendida por cuidados das alterações bucais que exigem intervenções de equipes multidisciplinares nos atendimentos de alta complexidade. A Odontologia integrada ao hospital permite melhor desempenho no compromisso de assistência ao paciente e expandiu o atendimento de saúde bucal à população. No entanto, mesmo entre os dentistas, as opiniões divergem sobre o assunto. A participação do cirurgião-dentista em nível ambulatorial ou baixa hospitalar tem o objetivo de colaborar, oferecer e agregar mais força ao que caracteriza a nova identidade do hospital. O objetivo deste trabalho foi realizar uma revisão da literatura quanto à importância de se ministrar conceitos sobre a Odontologia Hospitalar para o exercício da profissão odontológica e como se encontra a situação a respeito atualmente.

Venha saber mais!

Furlanetto Odontologia Especializada
14 | 3621-6108 – 3624-5882
14 | 99154-8046 WhatsApp

furlanetto-odontologia-especializada-blog7-1200x630.png

O procedimento também é indicado para pacientes com necessidades especiais. Tudo é feito de uma só vez, com vários especialistas trabalhando em conjunto.
Um alívio para pacientes e familiares. Assim pode ser descrito o novo tratamento odontológico realizado em ambiente hospitalar, com anestesia geral, para pacientes especiais com síndromes de Down e de Rett, paralisia cerebral, esquizofrenia e autismo, entre outros.
O procedimento também é indicado para pessoas com fobia de dentista ou que tenham um quadro de saúde que exija mais atenção, como os cardíacos que fazem uso de muitos medicamentos. O trabalho é realizado por uma equipe multidisciplinar, formada por cirurgiões dentistas e um médico anestesista. O objetivo é realizar o tratamento odontológico completo de uma só vez com a máxima segurança, conforto e dignidade para esses pacientes.
No caso de pacientes especiais, a internação se faz necessária porque, no consultório, eles não respondem aos comandos dos profissionais, têm dificuldade para respirar, ficam agitados e, muitas vezes, não abrem a boca.
Tem crianças, que tem síndrome de Rett e não tem o entendimento de que é para o bem delas. Caso, não façam o tratamento no consultório os problemas vão se agravando. E uma das soluções é submetê-las ao tratamento odontológico com internação hospitalar e anestesia geral. Tudo com o acompanhamento de um cirurgião dentista.
Com seções de RPG, terapia, escola e visitas regulares ao psiquiatra, a mãe vive as 24 horas do dia em função de um filho especial. Então, a oportunidade de fazer o tratamento odontológico em uma única seção é um alívio para todos.
O tratamento odontológico no hospital leva de duas a três horas e inclui desde procedimentos simples, como restauração, limpeza e aplicação de flúor, até os mais complexos como implante, tratamentos estéticos e de canais. O diagnóstico é feito com antecedência, por meio de raio x.

Para maiores esclarecimentos e um atendimento individualizado entre em contato:

Furlanetto Odontologia Especializada
14 | 3621-6108 – 3624-5882
14 | 99154-8046 WhatsApp

furlanetto-odontologia-especializada-blog6-1200x630.png

O tratamento envolve a instalação de um pequeno cilindro de titânio no tecido ósseo, exatamente no local do dente perdido. Esse cilindro funcionará como uma raiz artificial e, sobre ele, será rosqueada uma prótese, que pode ser fixa ou móvel. Após a colocação do cilindro por meio de uma pequena cirurgia, o paciente aguarda um período entre 3 a 6 meses, para que então seja instalada a base da prótese e a prótese propriamente, ou seja, o dente artificial. Esse tempo entre a colocação do implante e a instalação da prótese serve para que o tecido ósseo se integre à base de implante, permitindo assim a fixação dos dentes. O titânio é um material considerado biocompatível, o que significa que não provoca nenhuma espécie de reação adversa, ficando permanentemente integrado ao tecido ósseo.
Todas as pessoas podem fazer implantes dentários?
Havendo bom estado de saúde geral do paciente e condições especificas para a instalação do implante como por exemplo: quantidade e qualidade óssea satisfatória, qualquer paciente pode recebê-lo.
Quais são os fatores que contra indicam um implante dentário?
Os principais motivos que contra indicam a realização de implantes dentários são: debilidade sistêmica e pacientes jovens que não completaram a fase de crescimento. Existem outros fatores que apesar de não contra-indicarem diminuem a taxa de sucesso do tratamento como tabagismo e hábitos parafuncionais.

Qual a taxa de sucesso dos implantes dentários?
O índice de sucesso é de 98%, ou seja, em cada 100 poderemos ter problemas em 2. Mesmo nesses que temos problemas, a cirurgia pode ser refeita. Apenas pacientes fumantes ou que façam uso constante de álcool tem essas médias diminuídas para aproximadamente 85% de sucesso e 15% de insucesso.

Quanto tempo dura um implante?
Um implante pode durar muitos anos conforme o cuidado que o paciente tem em relação à higiene e alimentação. “O implante colocado hoje pode durar de 30 a 40 anos na boca”, garante. Isso quer dizer que dependendo da idade que colocar, é capaz de durar a vida inteira. Cuide do seu sorriso.

Venha conhecer mais!

Furlanetto Odontologia Especializada
14 | 3621-6108 – 3624-5882
14 | 99154-8046 WhatsApp





Giovane Furlanetto – Odontologia Especializada

Entre em contato conosco agora

Agende um horário para avaliação e planejamento de seu atendimento.


EMERGENCIAS

(14) 9.9896-8025



AGENDAMENTO

(14) 3621-6108
(14) 3624-5882



Acompanhe nossas atividades, receba e leia dicas e notícias!



© 2019 Furlanetto Odontologia. Todos os direitos reservados | Agência BiG DESiGENERPolítica de Privacidade e Cookies