furlanetto-odontologia-especializada-blog20-1200x630.png

É comum as pessoas pensarem que o clareamento dental dói, embora o tratamento seja um dos mais procurados nos consultórios odontológicos. A grande busca pelo procedimento tem motivo: ele faz um transformação no sorriso de uma pessoa, já que devolve a cor natural dos dentes em pouquíssimas sessões.

Mas mesmo que o tratamento seja seguro e tenha altas taxas de satisfação entre os pacientes, ainda há aqueles que acreditam que a dor é um efeito colateral comum ao clareamento. E para tirar suas dúvidas em relação ao assunto, criamos este post com informações bem detalhadas. Confira:

O clareamento dental pode ser feito tanto em consultório quanto em casa, mas sempre sob supervisão de um profissional. Ao contrário do que muitos dizem, o procedimento é indolor, mas pode deixar os dentes sensíveis. A sensibilidade é temporária e desaparece entre 15 dias e 1 mês após o fim do tratamento. Já nos casos de pacientes que já sofram de sensibilidade dentinária antes mesmo do procedimento, o problema pode ser agravado com o uso dos géis clareadores.

Os dentes podem ficar mais sensíveis por causa da alta concentração de peróxido de carbamida ou de hidrogênio, presentes nos géis clareadores, que podem atravessar camadas mais espessas do esmalte dos dentes e da dentina.

Outro fator que causa muito incômodo é quando o paciente sofre de retração gengival. Nesses casos, a pessoa já vive com sensibilidade, e quando a raiz dentária entra em contato com os agentes químicos presentes no gel, o problema se agrava.

Quando o paciente reclama de sensibilidade nos dentes durante o clareamento, o dentista pode fazer um tratamento à base de flúor ou recomendar uma pasta dental para dentes sensíveis. Mas, o problema pode ser evitado se você tomar algumas medidas. Vamos a elas:

se você sofre de sensibilidade nos dentes, avise a seu dentista para que esse problema seja resolvido antes de você recorrer ao clareamento;
evite bebidas quentes e geladas durante o tratamento;
escove os dentes com uma escova ultra macia;
use enxaguantes bucais e pasta dental à base de flúor;
se a sensibilidade persistir, consulte seu dentista.
Talvez seja por causa da sensibilidade temporária que algumas pessoas costumam pensar que o clareamento dental dói. Mesmo que ele cause esse desconforto, não é nada muito grave e que atrapalhe sua rotina. Além disso, como você viu, o dentista vai usar produtos que resolvam o problema.

Agora você já sabe que o clareamento dental não dói!

Venha conhecer mais!

Furlanetto Odontologia Especializada
14 | 3621-6108 – 3624-5882
14 | 99154-8046 WhatsApp

furlanetto-odontologia-especializada-blog19-1200x630.png

Engana-se quem acredita que o maior benefício de se fazer implantes dentários é a estética. Ela pode até ser o que mais leva as pessoas a fazerem o tratamento, mas os benefícios são ainda maiores do que as pessoas realmente conhecem. Listamos 10 principais vantagens para você. Confira:

1 – Mastigação
Melhora a oclusão, o que devolve ao paciente as condições ideais da articulação da mandíbula e de alimentação.

2 – Eficiência
A eficiência da mastigação dos dentes implantados é muito semelhante aos dentes naturais, muitas vezes pode ser até melhor repor todos os dentes que foram perdidos.

3 – Segurança
Com a evolução da odontologia e da tecnologia, o tratamento de implantes hoje tem altos índices de sucesso, que chegam a 98%.

4 – Indolor
As técnicas avançadas para a realização de implantes nos dias de hoje praticamente eliminaram as possibilidades de dor no procedimento. Como a recuperação também é muito rápida, também é provável que a correta administração de medicamentos analgésicos ajudem os pacientes a saírem da fase de recuperação de maneira muito tranquila!

5 – Estabilidade
Uma arcada dentária sem estabilidade pode ocasionar defeitos estéticos, funcionais e de ordem fisiológica em muitos dentes. Um único dente torto pode causar o entortamento de vários outros. Essa estabilidade também pode ser devolvida por um tratamento de implante dentário.

6 – Fonética
Muitas pessoas apresentam problemas de fonética simplesmente por causa da posição incorreta dos dentes. Corrigir isso, muitas vezes ajudará a melhorar a fonética do paciente.

7 – Sociabilidade
Quem nunca se deparou com uma situação ou história em que alguém que utiliza próteses removíveis (famosas dentaduras), em um determinado momento ficou constrangido pelo deslocamento da mesma? Quem faz implantes dentários perde o medo de falar em público pois não existem chances de deslocamentos de implantes dentários.

8 – Preço
Os avanços nos tratamentos de implantes dentários são inquestionáveis e o melhor disso é que o preço do tratamento só vem diminuindo cada vez mais.

9 – Estética
Os tratamentos de implantes dentários promovem resultados estéticos incríveis. O antes e depois de um paciente não deixa dúvidas disso. Sorrisos que não têm beleza simplesmente se transformam!

10 – Autoestima
Finalmente o motivo que leva muitas pessoas a buscarem um tratamento de implante dentário: Perder um dente tira a autoestima de qualquer pessoa. Os implantes dentários devolvem aos pacientes a alegria com a aparência do sorriso.

Quer saber mais sobre os custos? Entre em contato para que possamos te ajudar!

Furlanetto Odontologia Especializada
14 | 3621-6108 – 3624-5882
14 | 99154-8046 WhatsApp

furlanetto-odontologia-especializada-blog18-1200x630.png

 

Implantes dentários são suportes ou estruturas de metal (normalmente de titânio) posicionadas cirurgicamente no osso maxilar abaixo da gengiva para substituir as raízes dentárias. Uma vez colocados, permitem ao dentista montar dentes substitutos sobre eles.

Como funcionam os implantes dentários?
Por serem integrados ao osso, os implantes oferecem um suporte estável para os dentes artificiais. Próteses parciais e totais montadas sobre implantes não escorregarão nem mudarão de posição na boca, um grande benefício durante a alimentação e fala. Esta modalidade de prótese é chamada “protese sobre implante” e confere ao paciente mais segurança em todas as funções bucais proporcionando uma situação mais natural do que pontes ou dentaduras convencionais.
Para algumas pessoas, as próteses e dentaduras comuns são simplesmente desconfortáveis ou até inviáveis, devido a pontos doloridos ou falta de adaptação a estes aparelhos. Além disso, as pontes comuns devem ser ligadas aos dentes em ambos os lados do espaço deixado pelo dente ausente. Com a colocação de implantes não é necessário preparar ou desgastar um dente natural para apoiar os novos dentes substitutos no lugar como é feito em pontes fixas convencionais.
Para receber um implante, é preciso que você tenha gengivas saudáveis e ossos adequados para sustentá-lo. Você também deve comprometer-se a manter estas estruturas saudáveis. Uma higiene bucal meticulosa e visitas regulares ao dentista são essenciais para o sucesso a longo prazo de seus implantes.

O tipo de implante mais recomendado na atualidade é o ósseo integrado que se mostrou uma revolução no tratamento de pacientes parcial ou totalmente desdentados.

Implantes ósseo integrado — são implantados por meio cirúrgico diretamente no osso maxilar. O período da osseointegração (integração ao osso) leva em média 4 a 6 meses dependendo da região a receber o implante. Após este período, uma segunda cirurgia é necessária para ligar o implante ao meio bucal, nesta fase o cirurgião dentista remove a gengiva que está recobrindo o implante e finalmente, um dente artificial (ou dentes) é conectado ao implante, individualmente, ou agrupado em uma prótese que pode ser de dois tipos:
Prótese Protocolo — Prótese total implantosuportada e implantoretida, fixada sobre 4 a 8 implantes em média, este tipo de prótese é parafusada e retirada apenas pelo seu dentista, é uma prótese que confere boa estética e é uma ótima opção para quem pretende fugir da dentadura, o único incoveniente é que este tipo de prótese é mais difícil de ser higienizada pois todos os detes são conectados entre si, exigindo bastante cuidado do paciente. Pode ser feita em resina ou porcelana.
Prótese Overdenture — Prótese total removível sobre implante, este tipo de prótese é mais barata que a prótese protocolo porque exige menos implantes (2 a 6 em média) e é confeccionada em resina. Esta prótese é como uma dentadura, porém, tem um encaixe em uma barra que conecta os implantes à prótese, conferindo a esta mais estabilidade e retenção. Esta prótese pode ser retirada pelo paciente e por isto a sua higienização é facilitada.

Venha conhecer mais!

Furlanetto Odontologia Especializada
14 | 3621-6108 – 3624-5882
14 | 99154-8046 WhatsApp

implante-dentario-reabilitacao2-1200x630.png

Como qualquer tratamento dentro da área da saúde, a reabilitação com implantes dentários tem suas contra indicações. Na verdade, o implante é apenas mais uma ferramenta que o dentista pode lançar mão na hora de repor dentes perdidos. É importante analisar a anamnese, os exames complementares, os espaços interdentais e interoclusais.
Obviamente, para fazer implante dentário o paciente vai precisar ter osso que sustente o parafuso e a prótese sobre ele. Altura e largura, de acordo com as opções que as marcas que você escolheu para trabalhar lhe oferecem. Para ter certeza disso, o melhor exame a ser analisado é a tomografia computadorizada.
Olhando a boca, o exame clínico precisa ser minucioso. Tem que ter espaço entre os dentes e entre a gengiva e o dente antagonista. Faça o paciente morder, puxe a bochecha, use a sonda periodontal para ter certeza das medidas. Tendo abordado o básico do básico, agora vamos falar de contra indicações e condições que precisam de atenção.

Tratamento com implantes dentários
Má Higiene Oral: chega a ser um contrassenso, porque pacientes perdem dentes por conta da própria má higiene e doenças como a Periodontite. Aqui vale investir em consultas de adequação do meio bucal e ensino de higiene oral, antes de ir para os implantes. Fazer cirurgia em uma boca suja automaticamente aumenta suas chances de fracasso. A instalação de implante é uma cirurgia eletiva na grande maioria dos casos. Espere o momento mais apropriado. Não caia na pressa de alguns pacientes.

Falta de espaço: é preciso ser assertivo. Em alguns casos, o paciente tem osso, está disposto a pagar pelo tratamento, mas não tem espaço. Perdas dentais precoces acabam gerando grandes extrusões e movimentações. Neste momento considere a Ortodontia. Colocar parafusos em locais que não tem espaço para os componentes e para o dente vai te dar uma dor de cabeça daquelas na reabertura.

Diabetes descontrolada: a análise da anamnese é importante. Sempre peça exames de sangue antes de cirurgias de implante. Faça disso um protocolo. Ter um glicosímetro em mãos também é importante. O Diabetes sem controle vai interferir na cicatrização e na osseointegração do implante, aumentando muito suas chances de insucesso e infecção. Pacientes com a doença controlada estão liberados para cirurgias de implante, com a cobertura antibiótica adequada.

Usuários de Bifosfonatos: Geralmente são mulheres após a menopausa, portadoras de osteoporose ou pacientes que tiveram (ou têm) câncer nos ossos. Nomes como Alendronato, Risedronato, Zoledronato, Pamedronato e Ibandronato devem acender uma luz vermelha na hora da anamnese. Eles aumentam muito as chances de um problema tenebroso chamado osteonecrose. Entre em contato com o médico da paciente para traçar o melhor caminho nesses casos.

Pacientes em crescimento: aqui não cabe falar em menores de 18 anos, por exemplo, porque sabemos que as pessoas têm diferentes idades ósseas. Então, em pacientes muito jovens, vale a pena investigar se o crescimento já está finalizado para prosseguir com o tratamento com implantes.

Hipertonia dos músculos da mastigação: discutível e deve ser considerado junto com os fatores acima. Um bruxismo ou apertamento dental acentuados podem diminuir a longevidade dos implantes. Nesses casos sempre considere associar sua reabilitação oral com utilização de placas de mordida rígidas.

Tabagismo: eu não diria que os pacientes fumantes são uma contra indicação, mas você vai ter que abaixar as expectativas em relação a osseointegração. Estudos mostram que tabagistas têm uma menor taxa de sucesso com implantes. Isso deve ser explicitado ao paciente e depende também do tempo e quantidade de cigarros que o paciente fuma.

Como todo planejamento em Odontologia, ele deve contar com investigação do histórico médico, exames complementares, exame clínico e bom senso. O implante é uma opção e não uma obrigação.

Ainda sobraram dúvidas? Faça uma visita em nosso consultório:

Furlanetto Odontologia Especializada
Avenida das Nações, 766 – Centro – Jaú/SP – CEP: 17201-300
14 | 3621-6108 – 3624-5882
14 | 99154-8046 WhatsApp

implante-dentario-doi-1200x630.png

Só o barulho do terrível motorzinho já é motivo para que muitos pacientes fujam daquela visita corriqueira ao dentista. O que dizer então quando um tratamento envolve uma cirurgia? Porém, ao contrário do que muitos pensam, alguns procedimentos cirúrgicos são extremamente simples e a dor é praticamente inexistente. É o caso do implante dentário, um tipo de procedimento que costuma assustar muitos pacientes, que pensam: implante dói, não vale a pena passar por isso, mas que na prática, acaba sendo bem menos dolorido do que se imagina e costuma apresentar excelentes resultados.

Porque realizar um implante?
Assim como a maioria dos procedimentos odontológicos, quanto mais o paciente adia o tratamento, mais problemático ele tende a ficar. Com o implante dentário, isso não é diferente. Toda vez que um paciente tem uma perda dentária, o tratamento mais recomendado é o implante. Quando o paciente deixa de substituir o dente perdido, os demais dentes costumam se movimentar, prejudicando a mastigação, a fala e até a abertura e o fechamento da boca.
Outro problema decorrente da não substituição do dente perdido é a reabsorção óssea, que pode dificultar a realização do implante. Por isso, se você perdeu um dente, não deixe de buscar auxílio de um dentista o quanto antes.

Quanto dói a realização de um implante
Para a realização do implante, o paciente passa por uma pequena cirurgia onde é instalado um cilindro de titânio no tecido ósseo, para sustentar, posteriormente, a prótese. A colocação dessa estrutura metálica é feita por uma pequena cirurgia, dentro do consultório mesmo e com o uso da anestesia local.
Para os pacientes mais sensíveis, é possível administrar uma pomada analgésica antes mesmo da aplicação da anestesia, tornando a dor da picada significativamente menor. Mesmo o pós-operatório do implante costuma ser simples e com menos inchaço do que em outros procedimentos.
Quando comparado com a extração de um dente, por exemplo, a realização do implante dentário é muito mais simples e bem menos dolorida.
Boa parte dessa cirurgia de instalação do implante envolve a manipulação do tecido ósseo, que se caracteriza por um número muito pequeno de enervações. Daí a razão do procedimento ser quase indolor.

Mas, e depois?
Mesmo após a realização do procedimento e a posterior instalação da prótese, o paciente não costuma ter qualquer tipo de dor. Muitos têm dúvidas se no frio o implante dói, por uma analogia com as placas ósseas normalmente utilizadas nos casos de fraturas. Porém, mesmo em temperaturas congelantes o paciente não enfrentará qualquer tipo de problema.
Vale a pena enfrentar o medo, quando o assunto é a realização de um implante. Além de não ser um procedimento dolorido, a colocação do implante costuma recuperar a autoestima abalada de muitos pacientes que perderam seus dentes. Pode parecer um detalhe, mas a falta de um único dente pode comprometer a saúde como um todo e afetar a funcionalidade bucal de maneira bastante problemática para o paciente.

Tem dúvidas sobre o implante dentário? Quer saber mais sobre os custos? Entre em contato para que possamos te ajudar!

Furlanetto Odontologia Especializada
14 | 3621-6108 – 3624-5882
14 | 99154-8046 WhatsApp

furlanetto-odontologia-especializada-blog15-1200x630.png

Os implantes dentários são dispositivos feitos em titânio que servem para substituir a raiz do dente e dar suporte a uma prótese, contribuindo assim para uma melhor aparência física e função mastigatória. Eles são indicados para pacientes com perda unitária, parcial ou de todos os dentes.

Os implantes dentários reabilitam naturalmente funções mastigatória e estética(3)
Um grande benefício do uso de prótese sobre implantes é a não movimentação da posição na boca durante a alimentação ou fala. Esta segurança proporciona um resultado mais natural(3) e confortável do que pontes ou dentaduras convencionais, proporcionando assim um novo bem-estar em sua vida.

Veja abaixo a comparação da estrutura de um dente natural com uma prótese sobre implante:

LEGENDA
1. Coroa dentária natural
2. Raiz do dente natural
3. Componente protético (intermediário)
4. Coroa protética
5. Implante Dentário

Ainda sobraram dúvidas? Faça uma visita em nosso consultório:

Furlanetto Odontologia Especializada
Avenida das Nações, 766 – Centro – Jaú/SP – CEP: 17201-300
14 | 3621-6108 – 3624-5882
14 | 99154-8046 WhatsApp

implante-dentario-reabilitacao-1200x630.png

É comum relacionar o uso de implante dentário aos pacientes já na terceira idade. Entretanto, o procedimento não está restrito a essa faixa etária. Qualquer paciente que tenha uma perda dentária antiga deve ser substituído pelo implante, é o tratamento mais indicado. A escolha pelo implante dentário como solução está ligado às suas características, pois consegue atrelar a reabilitação oral e recuperar a estética do sorriso, mostrando-se como a melhor solução por diversos fatores.

O IMPLANTE DENTÁRIO DEVOLVE A ESTÉTICA E ESTABILIDADE DOS DENTES
O implante dentário é uma solução para os quadros de perda de um dente. Além disso, também pode substituir aquele que você vai perder durante uma extração, já podendo fazer o procedimento no mesmo momento. Contando com a ajuda da prótese fixa, o implante oferece mais estética, estabilidade e se assemelha ao dente anterior, por substituir a raiz dentária. E ainda, evita desgastes, pois não precisa ser apoiado em outros dentes, como acontece com as próteses fixas. Ele também evita o anel de metal que muitas vezes apareciam nos sorrisos em próteses removíveis. Por esses motivos, o procedimento se enquadra como melhor escolha de tratamento.

COMO O IMPLANTE DENTÁRIO AGE NA REABILITAÇÃO ORAL?
A reabilitação oral é entendida como um tratamento extenso, que precisa fazer alterações relevantes na estética bucal ou na função mastigatória, como os casos de pacientes com mordidas e contatos errados entre os dentes. Então, nessa situação os implantes são extremamente interessantes sempre que nesse problema inicial existir perdas dentárias. Dessa maneira, o implante dentário é reconhecido por sua solução estética, seja alterando-o ou trabalhando na sua manutenção, como já estava anteriormente. Vale destacar que pacientes em desenvolvimento facial ou com graves problemas de saúde são exemplos daqueles que não devem passar pelo procedimento.

Ainda tem dúvidas sobre o Implante Dentário? Entre em contato:

Furlanetto Odontologia Especializada
14 | 3621-6108 – 3624-5882
14 | 99154-8046 WhatsApp

implante-dentario-1200x630.png

O implante dentário evoluiu, e muito!
A técnica de implante dentário vem sendo cada vez mais conhecida e praticada por dentistas em pacientes que desejam conquistar um sorriso completo, aquele com uma verdadeira expressão de satisfação. A perda dentária é uma realidade que afeta muitas pessoas, e os constantes avanços odontológicos permitem que haja uma grande evolução nas técnicas de tratamento.

Com certeza, você deve ter ouvido falar de próteses totais (dentaduras) ou parciais (pontes móveis), que são aquelas encaixadas na maxila e mandíbula. No entanto, esses recursos também podem provocar insegurança nos pacientes, já que, por serem removíveis, incomodam pela possibilidade de se soltarem, causando timidez ao sorrir, mastigar e se alimentar com outras pessoas. Além disso, essas próteses móveis podem favorecer o aparecimento de infecções, atrofiamento dos ossos da boca e degradação de outros dentes, caso não seja usada da forma correta.

O implante dentário, por sua vez, é recomendado pelos dentistas como uma solução permanente e eficaz para a perda dentária, seja na substituição de um ou mais dentes.

Como é feito o implante dentário?
Implante dentário – como é feitoO implante dentário acontece por meio da instalação de um parafuso de titânio na estrutura óssea para que, após um tempo, possa receber a base e a prótese definitiva. Esse período é necessário para que o implante se integre totalmente ao organismo e, por ser de titânio, um material bastante compatível com os ossos, o risco de rejeição é mínimo. Apesar de necessitar de um pequeno procedimento cirúrgico, o implante dentário é relativamente simples e tem alta taxa de êxito, desde que feito por um profissional capacitado e criterioso.

Para atender às diferentes necessidades dos pacientes, existem implantes dentários que utilizam diversas tecnologias. O implante ósseo integrado, como descrito acima, é o mais comum nos consultórios. A recomendação dos dentistas é que o implante seja feito assim que houver a perda dos dentes, pois ficar muito tempo sem os dentes pode levar a uma perda óssea, aumentando a complexidade e o custo do tratamento.

Venha conhecer mais!

Furlanetto Odontologia Especializada
14 | 3621-6108 – 3624-5882
14 | 99154-8046 WhatsApp





Giovane Furlanetto – Odontologia Especializada

Entre em contato conosco agora

Agende um horário para avaliação e planejamento de seu atendimento.


EMERGENCIAS

(14) 9.9896-8025



AGENDAMENTO

(14) 3621-6108
(14) 3624-5882



Acompanhe nossas atividades, receba e leia dicas e notícias!



© 2019 Furlanetto Odontologia. Todos os direitos reservados | Agência BiG DESiGENERPolítica de Privacidade e Cookies